Minha Menina, uma versão de um sucesso dos Beatles

Marcio Greyck - 1967 Essa versão do grande sucesso dos Beatles, “Eleanor Rigby”, de Lennon & McCartney, ganhou o nome de “Minha Menina” na versão brasileira.

Escrita por Carlos Wallace, a versão foi gravada e lançada em 1967 no primeiro compacto simples do cantor Márcio Greyck, e posteriormente incluída em seu primeiro LP, ainda nesse mesmo ano.

Márcio Greyck, cantor que atuou no movimento da Jovem Guarda, firmou-se no gênero romântico/popular e gravou, também, outras versões de músicas dos Beatles.

Compositor de diversos sucessos, como a famosa canção “Impossível acreditar que perdi você”, que já postamos, ele também é o autor de “Aparências”, que postaremos futuramente.

Mas hoje vamos curtir e relembrar essa versão, em sua gravação original.

Com vocês: Márcio Greyck interpretando “Minha Menina”.

The Point Carioca - Blog

Faltam menos de 2.000 acessos para chegarmos  a casa dos 100.000.

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Anúncios

Uma versão do sucesso de Michelangelo. Mais um nome de mulher para a nossa lista.

Michelangelo Claro que não estou falando do grande artista italiano, que viveu no século 15.

Este Michelangelo de hoje é um cantor alemão que teve alguns sucessos no final da década de 60 e início da de 70.

Vejam o sucesso de seu compacto simples do ano de 1970, “Angela-La-La”, composto por Siegel Jr e Sondock.

The Fevers - 1972 Claro que, para variar, nossa turma da Jovem Guarda aproveitou para emplacar uma bela versão.

E, como não poderia ser diferente, a versão foi feita por Rossini Pinto e gravada pelo grupo The Fevers, em seu álbum de 1972.

Estava garantido o sucesso.

Vale a pena curtir.

Enfim, mais um nome de mulher para a nossa MPB.

The Point Carioca - Blog

Faltam menos de 2.500 acessos para chegarmos  a casa dos 100.000.

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Uma versão do sucesso de Hermans Hermitts

A explosao da jovem guarda Essa música, originalmente composta por Geoff Wilkinson e Les Reed, fez grande sucesso na gravação internacional de Hermans Hermitts, grupo britânico da década de 60.

Ganhou uma versão nacional feita por Renato Barros e Lilian Knapp.

No vídeo abaixo, vamos curtir a gravação do hit nas vozes de José Augusto e Lilian Knapp, incluída no álbum A Explosão da Jovem Guarda, lançado no ano de 1981.

A canção chama-se “Só Eu e Você” (versão de “There’s a Kind of Hush”).

A versão da música foi criada por Lilian e Renato no ano de 1965, gravada em 1967 por Ronie Cord e, posteriormente, por Carlos Gonzaga.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Mais um rock do tempo da Jovem Guarda

Albert Pavao Esse rock é uma versão do famoso “Twenty Flight Rock“, de Eddie Cochran, lançada em 1957.

Ainda em 1957, Paul McCartney, na época com 15 anos, tocou “Twenty Flight Rock” para John Lennon, quando foram apresentados. A partir desse encontro, nascia o famoso conjunto The Beatles.

A versão brasileira foi composta e gravada por Albert Pavão, no ano de 1963, e se chamava “Vigésimo Andar“.

Albert Pavão é cantor, compositor e escritor. Filho do maestro Theotônio Pavão e irmão da cantora Meire Pavão, já falecida.

É autor do livro “Rock Brasileiro: 1955-65“, um registro sobre os primórdios do rock no Brasil.

Vale a pena relembrar e curtir.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Mais uma versão de Renato

RENATO E SEUS BLUE CAPS - 1973 Pois é, hoje, em uma troca de posts no Facebook, eu e um Amigo do tempo de juventude estávamos relembrando dos grandes sucessos da década de 60.

Grandes rocks, belas baladas, excelentes conjuntos (como chamávamos as bandas daquela época), enfim, bem diferente da nossa atualidade.

E, claro, a cada rock de grande sucesso mundial, os compositores brasileiros criavam belas versões.

Naquele tempo o idioma inglês não era muito falado ou cantado entre os jovens, era tudo na base do “embromation”. Os cursinhos de inglês, em sua maioria, só ficavam no “the book is on the table”. E era difícil, sem ter um bom vocabulário, ouvir e escrever as canções. Os LPs não traziam as letras das músicas, isso só foi acontecer a partir do álbum dos The Beatles de 1967, o lendário Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band , que as tinha impressas na contracapa, algo inédito em discos de rock.

Mas, voltando ao assunto das versões, um conjunto que gravou um grande numero delas foi Renato E Seus Blue Caps. Aliás, uma de nossas preferidas bandas.

A versão que vamos postar é de uma música gravada no ano de 1960 pelo conjunto americano The Drifters. Nos dias de hoje existe uma regravação faz grande sucesso, na voz de Michael Bublé. O nome original é: “Save The Last Dance For Me”.

A canção foi gravada por Renato E Seus Blue Caps no ano de 1973, em seu álbum de “capa vermelha”. A versão é de Pedro Paulo e ganhou o nome de “Guarde O Seu Amor Pra Mim”.

Vamos relembrar e curtir.

Aposto que quem viveu a época está tendo boas recordações.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.