Adoniran por Gal

Phono-73 Aconteceu em maio de 1973, durante um festival de música realizado no Centro de Convenções do Anhembi – São Paulo.

Era o Phono 73, que contava com quase a totalidade dos artistas talentosos da gravadora Phonogram, atualmente chamada de Universal.

O festival foi marcado pelo lançamento da canção “Cálice”, de Gilberto Gil e Chico Buarque, e que teve os microfones cortados durante a tentativa de apresentação.

Mas, entre outros tantos artistas de sucessos, escolhemos para postar essa perola de Adoniran Barbosa, “Trem das Onze”, na bela voz de Gal Costa.

O festival foi registrado três volumes do álbum de nome Phono 73 – O canto de um povo.

Vamos curtir essa bela interpretação de Gal Costa.

Como éramos felizes, no tempo dos Festivais…

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Anúncios

Morre o autor de Sá Marina

Tiberio  Gaspar Na tarde de hoje, 15/02/2017, o cantor e compositor Tibério Gaspar faleceu na cidade do Rio de Janeiro.

Tibério, junto com Antônio Adolfo, formaram a parceria de grande sucesso no final da década de 60.

Entre tantas canções, temos: “Juliana”, “Teletema”, e “BR3” (que foi vencedora do V FIC – Festival Internacional da Canção, na interpretação de Tony Tornado).

Mas hoje vamos relembrar um grande sucesso composto em parceria com Antônio Adolfo, acredito que seja um dos mais conhecidos, que ficou eternizado na interpretação de Wilson Simonal: “Sá Marina”.

A canção ganhou uma versão em inglês, gravada por Stevie Wonder, com o nome de “Pretty World”.

Vamos relembrar “Sá Marina”, na gravação de Simonal.

A MPB perde mais um de seus grandes compositores.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Morre o autor de “Comunicação”.

Helio Matheus Faleceu nesta sexta-feira, 10 de Janeiro de 2017, o cantor e compositor Hélio Matheus.

Figura importante na MPB, pouco badalada, que teve seu apogeu nos anos 70.

Um de seus maiores sucessos, que volta e meia reaparece na boca do povo, é “Comunicação”, música de sua autoria em parceria com Édson Alencar, que foi 3ª colocada no V Festival da Música Brasileira da TV Record no ano de 1969, defendida pela cantora Vanusa.

Esse mesmo sucesso foi gravado, também, por Elis Regina no ano de 1970.

Vamos curtir e relembrar a canção, na interpretação do autor.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Confundindo as Namoradas

Fred Falcão Aconteceu em algum “Dia dos Namorados”:

  • Fred Falcão liga o rádio e ouve alguém pedir a música “Namorada”, cantada por Antônio Marcos e Vanusa. Compositor da canção, em parceria com Arnoldo Medeiros, Fred nem é citado.

Isso acontece muito na MPB e, no caso específico desta música, a confusão não se limita aos compositores, mas, também, na trilha sonora em que teria sido incluída.

Pela internet, e em diversos vídeos do YouTube, você vê a música ligada a trilha sonora da novela Minha Doce Namorada, exibida pela Rede Globo em 1971. Na realidade, a música que faz parte da trilha da novela é “Minha Doce Namorada”, uma composição de Nelson Motta e Dori Caymmi, interpretada por Eduardo Conde e, em outra faixa do mesmo álbum, pela Orquestra Som Livre, em um instrumental.

A música “Namorada”, composta por Fred Falcão e Arnoldo Medeiros, foi finalista no V FIC (Festival Internacional da Canção), em 1970, defendida na interpretação de Antônio Marcos e Vanusa.

Resolvida a confusão, vamos curtir “Namorada”.

Mas, se você também quer relembrar a outra música, visite nossa postagem Minha Doce Namorada.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

 

Só um grande sucesso

Joao So Muitos não o conheceram, mas garanto que um grande público conhece essa bela música que ele compôs.

João Só, nome artístico de João Evangelista de Melo Fortes (Teresina, 3 de novembro de 1943 — Salvador, 20 de junho de 1992) foi um cantor e compositor brasileiro. No final dos anos 60, trabalhava na TV Aratu quando adotou o apelido que o tornou famoso – o produtor David Raw perguntara qual era seu nome e o futuro cantor respondeu: “É João, só“.

Em 1971 defendeu seu primeiro sucesso, “Canção para Janaína, no sexto Festival Internacional da Canção – FIC, mas não foi classificado. Logo em seguida gravou aquele que seria seu maior sucesso, “Menina da Ladeira”.

Muitos dizem : “João Só = Sucesso com uma música só”. Mas, um sucesso marcante, que cruzou décadas e é cantado até os dias de hoje.

Vamos relembrar e curtir essa gravação original de Joao Só, de 1971.

Menina da Ladeira“, de João Só, figura em 12º lugar do ano de 1971, no ranking “As 100 mais em 100 anos”, onde constam as canções classificadas do 1º ao 100º  lugar de cada ano.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.