A Dica de uma Amiga: Desenredo.

Desenredo Hoje, navegando pelo Facebook, uma postagem da Amiga Evelyne Bakker me deu a grande dica de postar esse sucesso da MPB.

A música chama-se “Desenredo”, composição de Dori Caymmi e Paulo César Pinheiro.

A postagem trazia a bela interpretação do grupo Boca Livre e a cantora Roberta Sá.

E, pesquisando na internet, encontramos uma postagem do site UAI.COM.BR contando a história dessa música.

Segundo o site, a “Trajetória” de criação da canção foi assim:

» Ao jogar futebol, Dori Caymmi rompe o tendão calcâneo, em 1976. Foi obrigado a ficar imobilizado por alguns meses.Para animá-lo, o pai, Dorival Caymmi, coloca um violão a seu lado.
» Dedilhando o violão, Dori se lembrou dos tempos de colégio em Cataguases, na Zona da Mata mineira, e cria os primeiros acordes e o refrão de Desenredo.
» Recuperado, ele mostra a melodia para Paulo César Pinheiro, a quem pede para letrá-la.
» Influenciado por Guimarães Rosa, Paulo César conclui a canção.
» Em 1980, Dori Caymmi lança a primeira gravação de Desenredo.
» Desenredo fica em 2º lugar num concurso popular para escolher a música mais querida dos mineiros. Perdeu para Peixe Vivo.

Vale a pena curtir e compartilhar.

 

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Anúncios

Olha o Boca Livre aí, gente !!!

Boca Livre Hoje amanhecemos com mais uma notícia de operação da Polícia Federal. Agora, a “Operação Boca Livre” mostra para a população o escandaloso e gigantesco desvio de dinheiro, sob o manto da “Lei Rouanet”. Várias prisões e diligências foram feitas em diversos locais, para apreensão de documentos e contratos que comprovam as fraudes, inclusive no Ministério da Cultura (aquele que deixou de existir, virou Secretaria, e, depois de grande movimentação de “artistas beneficiados pelos incentivos da Lei”, voltou ao status de Ministério).

Com certeza a classe artística deverá se manifestar em apoio a Operação.

Mas, enquanto esperamos por essa nobre manifestação, vamos recordar um velho sucesso dos Os Mutantes, interpretado pelo grupo Boca Livre: “Panis et Circense” (composição de Gilberto Gil e Caetano Veloso).

Enquanto eles roubam o dinheiro, oferecem Pão e Circo para o povo.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Nem tudo no Brasil é Samba…

Apesar do Samba ser o gênero musical mais conhecido e divulgado mundialmente como a música brasileira, nossa cultura musical engloba diversos ritmos e estilos, com influências das diversas regiões onde nasceram.

Claro que nem todos são de agrado do público em geral, mas todos tem seus seguidores.

Heitor Vila-LobosAqui, em nosso Blog, divulgamos muito da MPB, da Bossa-Nova, do Rock Brasileiro e até do Brega (como foi batizado pela “crítica” o nosso Pop).

Entretanto, temos também os nosso “clássicos”, “eruditos” e “barrocos”.

Um amigo irlandês, apreciador da boa música brasileira, chega a vibrar de alegria e emoção quando conversamos sobre Villa-Lobos.

Em nossa recente passagem pelo Rio de Janeiro, resolvi presentear esse meu amigo trazendo-lhe um CD com músicas do nosso grande Maestro.

De passagem pelas Lojas Americanas, resolvi entrar e perguntar se haviam CDs de Villa-Lobos. A minha surpresa foi com a resposta da vendedora “especializada” da seção:

“- Ele é um cantor nacional ou internacional ?”.

Nem me dei ao trabalho de responder, visto que as prateleiras estavam inundadas de “pagodes de trilhas sonoras de novelas”, “funks” e outras “pérolas”.

Senti uma imensa saudade da “Modern Sound”, loja onde você encontrava de “tudo” e os vendedores conheciam do assunto.

Mas, para aqueles que não sabem, reproduzo uma parte do texto existente no Wikipédia:

Heitor Villa-Lobos (Rio de Janeiro, 5 de março de 1887 – Rio de Janeiro, 17 de novembro de 1959) foi um maestro e compositor brasileiro. Destaca-se por ter sido o principal responsável pela descoberta de uma linguagem peculiarmente brasileira em música, sendo considerado o maior expoente da música do modernismo no Brasil, compondo obras que enaltecem o espírito nacionalista, ao qual incorpora elementos das canções folclóricas, populares e indígenas.”

Pesquisando pela internet, vi que nosso Maestro ainda desperta interesse e tem suas obras executadas por diversos países, como você pode ver no vídeo do “Recital do Duo Santoro (Paulo e Ricardo Santoro, violoncelos) e Ana Letícia Barros (percussão) em Santo Domingo, Capital da República Dominicana – Teatro Nacional Eduardo Brito” , interpretando “Trenzinho Caipira” :

Trenzinho Caipira é uma composição de Heitor Villa-Lobos e parte integrante da peça Bachianas Brasileiras nº 2. A obra se caracteriza por imitar o movimento de uma locomotiva com os instrumentos da orquestra.

Anos depois, a melodia recebeu letra composta por Ferreira Gullar.

Vejam o grupo Boca Livre interpretando um medley de “Trenzinho do Caipira” e “Correnteza” (de Antônio Carlos Jobim / Luiz Bonfá):

Quanto ao presente para meu amigo, felizmente encontrei em outra loja.

Então, o que vocês acham ?

Saudades das “boas” lojas de discos ?

The Point Carioca

Assinem nosso Blog.

Letras das Músicas:

Fontes:

Desenredo – com Boca Livre e Renata Sá

Boca Livre - Ao VivoReproduzimos a postagem de nosso amigo e membro participante de nosso Blog, Luiz Renato P. Cavalcante, feita no Facebook.

“Iniciando hoje a série “Visitando a MPB“, temos esta linda música de Dori Caymmi com letra de Paulo César Pinheiro, “Desenredo”, onde encontramos esta banda maravilhosa, um dos melhores grupos vocais do Brasil, o Boca Livre.

 Roberta SaA participação especial de Roberta Sá demonstra que esse novo talento da MPB também veio para ficar.”

 

Boca Livre é sempre sucesso no The Point Carioca.

The Point Carioca

Assinem nosso Blog.

Letra da Música:

Fontes:

Vocais Brasileiros : Boca Livre & MPB4

Dois dos maiores grupos vocais brasileiros, o Boca Livre e o MPB4 são os destaques de nosso post de hoje.

Boca LivreBoca Livre é um grupo musical brasileiro de MPB, formado em 1978 por Maurício Maestro (contrabaixo e vocal), Zé Renato (violão e vocal), Cláudio Nucci (violão e vocal) e David Tygel (viola 10 cordas e vocal). Em junho de 1980, Claudio Nucci desligou-se do conjunto, sendo substituído por Lourenço Baeta. Em 1992, David Tygel desligou-se do conjunto, sendo substituído por Fernando Gama. Em 2006, voltou a atuar com sua formação clássica, integrada por Maurício Maestro, Zé Renato, David Tygel e Maurício Maestro.

Com seu estilo refinado, o Boca Livre se destaca por suas composições e também pelas versões de músicas de outros compositores. Seus arranjos instrumentais e, principalmente, vocais fogem da métrica convencional utilizada por outros grupos, através do uso de acordes vocais dissonantes e revezamentos nos solos.

Vejam o clipe do programa “Fantástico”, da TV Globo, de 1979, com o grupo interpretando “Ponta de Areia”, de Milton Nascimento e Fernando Brant :

Agora, em 1980, também no programa “Fantástico”, um clipe do sucesso “Quem Tem A Viola”, de Zé Renato / Claudio Nucci / Xico Chaves / Juca Filho :

Lançou, em 2007 o CD e o DVD “Boca Livre e ao vivo“, com a participação de Roberta Sá, Rodrigo Maranhão, Renato Brás, Fred Martins e Marcelo Mariano, além do grupo MPB-4.

MPB4O MPB4 é um grupo vocal e instrumental brasileiro formado em Niterói, Rio de Janeiro, a partir de 1965. A primeira formação contou com Miltinho (Milton Lima dos Santos Filho, Campos dos Goytacazes, 18 de outubro de 1943), Magro (Antônio José Waghabi Filho, Itaocara, RJ, 14 de novembro de 1943), Aquiles (Aquiles Rique Reis, Niterói, RJ, 22 de maio de 1948) e Ruy Faria (Ruy Alexandre Faria, Cambuci, RJ, 31 de julho de 1937).

Em 2004, Ruy Faria sai do quarteto e inicia a formação atual, com os três integrantes remanescentes e Dalmo Medeiros (Rio de Janeiro, RJ, 26 de novembro de 1951), ex-integrante do grupo Céu da Boca, convidado para ficar em seu lugar.

Vejam o encontro dos dois grupos nesse grande show, interpretando “Morena dos Olhos D’Agua”, de Chico Buarque, e “Toada”, de Zé Renato / Juca Filho / Claudio Nucci :

Em 2008, o Boca Livre foi contemplado com o Prêmio Tim de Música, na categoria Melhor Grupo/MPB, pelo disco “Boca Livre e ao vivo”.

Letras das Músicas:

Fontes:

Agradecimento:

  • Ao nosso amigo David Villar Filho pelo envio do vídeo que originou essa matéria.