Parece que a Jovem Guarda não acabou

Fernanda Porto Sério, esse é o sentimento que qualquer um tem ao pesquisar por músicas brasileiras no Youtube.

E não são apenas cantores e intérpretes daquela época. As canções que fizeram sucesso na Jovem Guarda continuam aparecendo nos palcos, interpretadas por cantores que nasceram bem depois daquele movimento musical.

E a platéia gosta. Uma platéia eclética. De todas as idades.

E, por diversas vezes, ainda temos a grata surpresa de alguma música daquele tempo vir a ser incluída em uma trilha sonora de novela atual.

Veja o exemplo de Fernanda Porto, uma cantora paulista de Bossa Nova, interpretando “Sentado A Beira Do Caminho”, de Erasmo Carlos e Roberto Carlos, acompanhada pelo excelente violonista Ulisses Rocha.

Podem curtir a vontade e compartilhar.

Fernanda Porto faz grande sucesso na Europa.

Sentado à Beira do Caminho” foi lançada no formato de compacto simples em maio de 1969 por Erasmo Carlos.

O sucesso fez parte da trilha sonora da novela Alto Astral, na voz de Wanderléa.

A novela Beto Rockfeller chegou a executá-la na íntegra em um capítulo, enquanto o personagem principal caminhava pelas ruas de São Paulo.

The Point Carioca - Blog

Faltam menos de 1.100 acessos para chegarmos  a casa dos 100.000.

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Anúncios

Outro sucesso em inglês, no arranjo de Bossa Nova

Celso Fonseca Mais uma vez vamos postar e curtir uma bela interpretação de Celso Fonseca.

Hoje o sucesso é “What a difference a day made”, uma canção popular, escrita originalmente em espanhol pela mexicana Maria Grever, no ano de 1934, com o título de Cuando vuelva a tu lado“. No mesmo ano foi escrita a versão em inglês, por Stanley Adams.

Indiscutivelmente Celso Fonseca se mostra um dos maiores intérpretes de Bossa Nova na atualidade.

Vale a pena visitar seu canal no YouTube e ver outros vídeos.

Por hoje vamos curtir esse inesquecível sucesso, agora em Bossa Nova.

The Point Carioca - Blog

Faltam menos de 3.000 acessos para chegarmos  a casa dos 100.000.

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Beleza Rara, um Axé em Bossa Nova

Celso Fonseca O grande sucesso do grupo Banda Eva, “Beleza Rara”, composição de Ed Grandão e Nego John, lançado no ano de 1996, ganhou um belo arranjo no melhor estilo de Bossa Nova na interpretação de Celso Fonseca.

Há quem prefira o original, no estilo Axé Music, mas não custa nada ouvir e apreciar esse trabalho de Celso.

O vídeo abaixo faz parte do show de voz e violão, realizado nos dias 5 e 6 de agosto de 2009 no Estrela da Lapa, no Rio de Janeiro, onde foi gravado o segundo DVD do artista, “Celso Fonseca – Voz e Violão”.

Veja e curta: “Beleza Rara” com Celso Fonseca.

Eu achei que ficou bom, e você?

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Mais um instrumental. Relembrando Zimbo Trio.

Zimbo Trio Essa é para quem viveu a época dos trios relembrar e, quem não viveu, curtir uma grande apresentação.

A década de 60 foi, sem dúvida, a época dos trios no Brasil.

Não estamos falando dos trios elétricos que infestam nossas cidades nos tempos de Carnaval, que, apesar de terem sua origem no início dos anos 50, só em 1969, após o lançamento da música de Caetano Veloso, “Atrás do Trio Elétrico”, se espalhou pelo Brasil.

Estamos falando de trios famosos: Zimbo Trio, Tamba Trio, e Milton Banana Trio. Em geral eram compostos por piano, contrabaixo e bateria.

Hoje vamos curtir “Samba de Uma Nota Só”, de Tom Jobim, na bela interpretação do Zimbo Trio, em sua formação atual. O show ocorreu no Teatro Anchieta, do Sesc Consolação, em São Paulo, no dia 05/09/2011.

A velha e magnifica Bossa Nova.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Mais uma versão com Celso Fonseca

Celso Fonseca Esse é mais um sucesso, lançado no álbum de Celso Fonseca, Juventude/Slow Motion Bossa Nova, do ano de 2002.

Trata-se de uma versão feita por Ronaldo Bastos.

Ronaldo é um grande parceiro de Celso Fonseca, com outros grandes sucessos, que já postamos aqui.

Hoje vamos curtir a versão da canção francesa “Que reste-t-il de nos amours” (composta por Léo Chauliac e Charles Trenet) que Ronaldo Bastos fez sob o título de “O que restou do nosso amor“.

Vamos curtir a bela interpretação de Celso Fonseca.

Se você gostou de nosso post, cadastre-se como seguidor.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.