Tom e Vinicius em um dueto franco-brasileiro

Henri Salvador e Gilberto Gil Mais uma vez vamos postar uma interpretação de Gilberto Gil acompanhando um cantor estrangeiro.

Dessa vez, o sucesso de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, “Eu Sei Que Vou Te Amar”, de 1959, que ganhou a versão francesa com o título de “Tu Sais Je Vais T’Aimer”, é interpretado por Henri Salvador (cantor, compositor e guitarrista francês de jazz, já falecido) e Gilberto Gil.

A canção apresentada no vídeo, faz parte do álbum de Henri Salvador, de 2008, chamado “Révérence”.

Vamos curtir:

Em 2014 a canção de Tom e Vinícius entrou na trilha sonora da telenovela Em Família da Rede Globo interpretada por Ana Carolina.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Anúncios

Tropicalista italiano?

Gil e Chiara Recebi o vídeo que estou postando hoje de uma Amiga no WhatsApp.

A música, de imediato, me fez lembrar os idos de 60, em que as canções românticas italianas imperavam nas rádios nacionais.

O sucesso italiano também alcançava o cinema, e isso alimentava o gosto pelas belas canções.

Vários cantores e cantoras ganharam fama nessa década, entre eles: Pepino Di Capri, Pino Donaggio, Rita Pavone, Ornella Vanoni, e outras.

Bem, voltando ao vídeo de hoje, percebemos uma curiosidade no dueto que interpreta a música: a cantora italiana, Chiara Civello, nasceu 10 anos após o lançamento da canção e o cantor brasileiro, Gilberto Gil, era do movimento tropicalista, nada tendo em comum com o pop-romântico.

A música chama-se “Io che non vivo senza te”, lançada por Pino Donaggio no Festival de Sanremo de 1965. O mesmo Festival que, em 1968, teve como vencedora a canção “Canzone Per Te”, de Roberto Carlos e Sergio Endrigo.

Vale a pena curtir e compartilhar.

Quanta saudade dos Festivais daquela época.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Voltando aos Nomes de Mulheres na MPB: Madalena

1972 - Barra 69- Caetano E Gil Ao Vivo Na Bahia Assim que você leu o título do post, aposto que imaginou e até cantarolou o sucesso de Ivan Lins.

E isso é um ato normal, afinal a “Madalena” de Ivan Lins, além do sucesso nacional impulsionado pela bela interpretação de Elis Regina, rodou o mundo.

Mas hoje estamos falando de uma composição de Isidoro Oliveira, lançada no álbum Barra 69 – Caetano e Gil Ao Vivo na Bahia.

O disco apresenta o show que foi gravado de forma precária em uma fita cassete, em 1969. Posteriormente, em 1972, o produtor Nelson Motta convenceu a gravadora Phillips a recuperar essa gravação e lançar o LP.

Então, para relembra e curtir : “Madalena (Entra em Beco, Sai em Beco)” na interpretação de Gilberto Gil.

O álbum foi gravado ao vivo por Caetano Veloso e Gilberto Gil no Teatro Castro Alves, em Salvador – BA, no ano de 1969.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Tarde em Itapuã

Toquinho e Gil Esse grande sucesso roda o mundo.

Composição de Toquinho e Vinicius de Moraes.

Existem outros vídeos em que você pode curtir a dupla interpretando essa música, mas, no vídeo de hoje você vai curtir um outro baiano fazendo dueto com Toquinho.

Trata-se de Gilberto Gil, e a canção é “Tarde em Itapuã“, composta em 1971.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Brasileiro cantando um Reggae dos Beatles ?

Gil e Milton Essa mistura toda é o que você vai curtir com essa gravação de Gilberto Gil.

O baiano tropicalista resolveu gravar “Something” em ritmo de Reggae.

Something” é uma canção dos Beatles composta por George Harrison e que foi lançada no álbum Abbey Road de 1969. Muitos a consideram a melhor composição de Harrison.

Depois de “Yesterday” esta é a música mais gravada dos Beatles.

O sucesso foi gravado e lançado no álbum Gil & Milton, no ano 2000. O disco contem varias interpretações de Gilberto Gil e Milton Nascimento.

Bem, vamos curtir e analisar. O que você achou ?

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.

Olha o Boca Livre aí, gente !!!

Boca Livre Hoje amanhecemos com mais uma notícia de operação da Polícia Federal. Agora, a “Operação Boca Livre” mostra para a população o escandaloso e gigantesco desvio de dinheiro, sob o manto da “Lei Rouanet”. Várias prisões e diligências foram feitas em diversos locais, para apreensão de documentos e contratos que comprovam as fraudes, inclusive no Ministério da Cultura (aquele que deixou de existir, virou Secretaria, e, depois de grande movimentação de “artistas beneficiados pelos incentivos da Lei”, voltou ao status de Ministério).

Com certeza a classe artística deverá se manifestar em apoio a Operação.

Mas, enquanto esperamos por essa nobre manifestação, vamos recordar um velho sucesso dos Os Mutantes, interpretado pelo grupo Boca Livre: “Panis et Circense” (composição de Gilberto Gil e Caetano Veloso).

Enquanto eles roubam o dinheiro, oferecem Pão e Circo para o povo.

The Point Carioca - Blog

Clique em CURTIR e Compartilhe.