História da Música: Um Dia de Domingo

Gal Costa Pois é, a gente fica zapeando pelos vídeos do Youtube e acaba se deparando com as mais interessantes histórias da MPB.

Em uma entrevista ao canal TV Brasil, no ano de 2017, Michael Sullivan conta que:

  • um belo dia, Michael e Paulo Massadas estavam em um corredor, conversando sobre a letra de uma música, quando passa a Gal Costa e fala com eles: “eu queria gravar uma música de vocês, igual a essa do Tim Maia que está tocando aí, linda”;
  • a música que ela se referia era “Leva”;
  • como Gal era a musa inspiradora do tropicalismo, passou a ser a musa dos dois compositores nessa hora, tal qual Helo Pinheiro foi para Tom e Vinicius;
  • então eles compuseram “Um Dia De Domingo”.

A canção foi lançada no álbum Bem Bom, de Gal Costa, no ano de 1985, gravada em dueto com Tim Maia.

Tim Maia também lançou o sucesso em um compacto simples, em 1986.

O hit, apesar de já ter 34 anos, continua em pleno sucesso nas noitadas cariocas. Pelos bares da vida, com música ao vivo, sempre se escuta essa bela canção, que também é uma das preferidas nos Karaokês.

Vale a pena curtir, relembrar e compartilhar.

Como diz Michael Sullivan: “o tempo é quem diz o valor de cada canção”.

The Point Carioca - Blog

Anúncios

Sucesso de Tim, composto por Sullivan, regravado por Alexandre

DNA Musical Essa é mais uma boa surpresa do álbum DNA Musical, de Alexandre Pires.

O álbum, que inclui dois CDs e um DVD, foi gravado em 2017 e indicado para o Grammy Latino, na categoria de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira.

A música que iremos postar é mais uma bela canção de Michael Sullivan, composta em parceria com Marquinhos, lançada por Tim Maia em seu LP Sufocante, no ano de 1984.

Vamos curtir a bela interpretação de Alexandre Pires, em parte do seu DVD.

Vale a pena curtir e compartilhar: “Bons Momentos”, uma bela balada romântica, que muitos qualificam como “brega”.

Mais um grande sucesso do compositor Michael Sullivan.

The Point Carioca - Blog

Ficando Nu

Erasmo Carlos Já que estamos comemorando o lançamento do filme sobre a grande carreira de Erasmo Carlos, vamos postar um sucesso de 1970.

Lançada no álbum (um LP 33RPM) Erasmo Carlos e os Tremendões, a canção “Vou Ficar Nu Pra Chamar Sua Atenção” foi composta em parceria com Roberto Carlos.

O disco marca a virada de estilo de canções e modo de interpretação de Erasmo Carlos, depois do fim da Jovem Guarda.

Vale a pena relembrar, curtir e compartilhar.

Se você gostou, aproveite para comprar, pois a Som Livre lançou em 2017 uma reedição deste álbum, agora em CD.

The Point Carioca - Blog

Telefone

Tim Maia - 1986 Esse é mais um sucesso que o saudoso Tim Maia nos deixou de legado.

Uma composição de Beto Correa e Nelson Kaê, lançada no álbum Tim Maia no ano de 1986.

Romântica, Brega, ou Mela-Cueca, são diversos adjetivos aplicados ao gênero da canção, um estilo marcado por Tim Maia.

Vale a pena curtir e compartilhar: “Telefone”.

Você não vai ouvir essa canção em nenhuma trilha de novela da Globo, pois Tim Maia foi proibido de cantar na emissora em 1993.

The Point Carioca - Blog

Um brega romântico que virou samba

Colheita A canção de hoje foi lançada em 1971 pelo seu compositor/cantor Marcio Greyck em seu álbum Corpo e Alma.

Na época foi considerada como “brega” ou “romântica”.

Vendeu mais de 500.000 cópias, um fenômeno de vendas.

Ficou na “parada de sucessos” por 6 meses seguidos e, posteriormente, foi regravada por diversos cantores, entre eles: Fábio Júnior, Rita Ribeiro, Verônica Sabino, Wilson Simonal, Rosana, e Toni Platão.

Também já fez parte em trilhas sonoras de alguns filmes e, recentemente, de uma novela.

Hoje vamos ver a gravação de Mariene de Castro interpretando o sucesso em ritmo de samba.

Impossível Acreditar Que Perdi Você

Faixa do álbum Colheita, de Mariene de Castro, lançado em 2014.

Vale a pena curtir e compartilhar.

Se você gostou, veja também essa mesma canção nos posts de: Wilson Simonal ; Vanessa da Mata ; ou o original de Marcio Greyck.

The Point Carioca - Blog

Mais um hit de Tim Maia

Tim Maia - 1978 Esse hit, talvez, não tenha alcançado um grande público na época de seu lançamento.

Era 1978, Tim Maia retornava do tempo em que se dedicou a religião Cultura Racional, alavancada pelo livro Universo em Desencanto.

Durante os anos de 1974 e 1975, Tim lançou 2 álbuns: Tim Maia Racional Vol. 1 e Vol. 2.

Depois, desiludido com a doutrina, tirou de circulação os álbuns, tendo virado itens de colecionadores, devido à raridade.

Nos anos 2000, foram descobertas novas músicas pertencentes à “fase racional”, levando a um terceiro álbum, Racional Volume Três, lançado em CD em agosto de 2011.

Mas hoje estamos falando de uma canção que faz parte de seu álbum Tim Maia Disco Club, de 1978. O nome da música é: “Se Me Lembro Faz Doer”.

Em 1994, o grupo Sampa Crew lançou seu álbum com o hit “Se Me Lembro Faz Doer“, como um rap incidental do sucesso de Tim Maia.

Mas, vamos curtir o original, na voz do saudoso Tim Maia.

Continuo preferindo a gravação original.

The Point Carioca - Blog