O Grande Hélcio Milito

Helcio MilitoNa data de hoje (07/06/2014) faleceu o grande baterista, vocalista, percussionista e produtor musical Hélcio Milito.

Hélcio Pascoal Milito integrou o lendário grupo Tamba Trio, ao lado de Luiz Eça e Bebeto Castilho. O Tamba Trio foi um conjunto musical formado no Rio de Janeiro na década de 1960.

Relembrem um dos sucessos gravados pelo Tamba Trio, “Quem Quiser Encontrar o Amor”, de Geraldo Vandré e Carlos Lyra :

The Point Carioca

Assinem nosso Blog.

Letra da Música:

Fontes:

Anúncios

Os vencedores do I FIC de 1966. Você concorda ?

I FICO Festival Internacional da Canção (FIC) foi um concurso de músicas nacionais e estrangeiras, anual, realizado no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, e transmitido pela TV Rio (primeira edição) e pela TV Globo.
A música de abertura era composta por Erlon Chaves e chamava-se “Hino do FIC”.
O apresentador oficial era Hilton Gomes.
O prêmio Galo de Ouro foi desenhado por Ziraldo.
Criado por Augusto Marzagão, durou de 1966 a 1972 (sete festivais). Cada um tinha duas fases: a nacional, para escolher a melhor canção brasileira, e a internacional, para eleger a melhor canção de todos os países participantes — a concorrente brasileira era a vencedora da fase nacional.
Começamos hoje a relembrar os vencedores desses Festivais. Vamos postar as duas primeiras colocadas das Fases Nacionais de cada ano.
Portanto, para nosso post de hoje, vamos falar do I FIC, de 1966.
Esse foi o primeiro Festival na Cidade do Rio de Janeiro. Os demais Festivais, da Excelsior e da Record, eram na Cidade de São Paulo.
Um elemento que apareceu de forma avassaladora nesse festival – e não desapareceu mais nos anos seguintes – foi a vaia.
Agora, passados mais de 40 anos, você pode tirar a sua conclusão:

“Quem estava certo, o júri ou o público ?”
As preferidas do público eram “Dia de Rosas“, com Maysa, e “O Cavaleiro“, com Tuca. As vaias começaram antes da divulgação do resultado. O comentário geral era de que o clima das músicas era muito triste.
O resultado foi :
  1. Saveiros (Dori Caymmi e Nelson Motta), com Nana Caymmi.
  2. O cavaleiro (Tuca e Geraldo Vandré), com Tuca.
  3. Dia das rosas (Luiz Bonfá e Maria Helena Toledo), com Maysa.

Quando o primeiro lugar foi anunciado para “Saveiros“, explodiu uma estrondosa vaia. Tão forte que, por muitos anos, ficou marcada como a primeira grande vaia da era dos festivais. Quarenta anos depois, Nelson Motta, letrista de “Saveiros”, analisa que “a vaia nem era muito pra Nana, nem pra nós especificamente. Era pro resultado. Eu vivi uma experiência muito interessante. Quando você tiver no palco de um ginásio com metade do público vaiando e metade aplaudindo, eu não sei por que, mas você só ouve as vaias. Então foi uma lição de vida. Aprendi que a vitória pode trazer um efeito colateral”.
Ouçam e relembrem “Saveiros”, na voz de Nana Caymmi:

Agora ouçam “O Cavaleiro”, na interpretação de Tuca:

Com a vitória na parte nacional, “Saveiros” representou o Brasil na fase internacional. A vencedora foi a alemã “Frag den Wind” (Helmut Zacharias/Carl J. Schauber), com Inge Bruek. A preferida do público era a francesa “L’Amour Toujours L’Amour” (Daniel Faure), com Guy Mardel, que ficou em terceiro. O segundo lugar ficou com “Saveiros“.
E então, qual a sua opinião ?

The Point Carioca

Assinem nosso Blog.

 

Letras das Músicas:

Fontes:

 

Mais um Trio de sucesso : Tamba Trio

Tamba TrioO Tamba Trio foi um conjunto musical formado no Rio de Janeiro, na década de 1960. Composto originalmente por Luiz Eça (piano, vocal e arranjos), Bebeto Castilho (contrabaixo, flauta, sax e vocal) e Hélcio Milito (bateria, percussão e vocal), o Tamba Trio começou a tomar forma ainda acompanhando a cantora Maysa e depois a cantora Leny Andrade em uma temporada na boate Manhattan, atuando ao lado de Luiz Carlos Vinhas (piano) e Roberto Menescal (violão). A partir de 1967, com a entrada do baixista Dório Ferreira, Bebeto passaria a atuar apenas como flautista, transformando assim o trio no quarteto Tamba 4. Dois anos depois, com a saída de Luiz Eça, que formaria o seu grupo “A Sagrada Família“, o pianista Laércio de Freitas entra em seu lugar. O quarteto duraria até 1970.

Só em 1971, o Tamba Trio retorna com os três integrantes originais, gravando dois discos pela gravadora RCA. Em 1976, mais um intervalo, e quatro anos depois, o grupo volta, fazendo apresentações e gravando o LP “Tamba Trio 20 Anos de Sucessos“, lançado em 1982. A partir de 1989, o baterista Rubens Ohana, que já tinha feito parte do Tamba Trio, se reintegra a este conjunto, substituindo Hélcio Milito.

Procuramos por vídeos na internet e encontramos essa raridade, gravada na década de 1970. O Trio interpretando “Samba da Minha Terra”, de Dorival Caymmi, e “Garota de Ipanema”, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes.

Agora, ouça a gravação de “Rio”, de Roberto Menescal, lançada no álbum “Avanço” de 1963.

 

 

E, finalmente, “Quem quiser encontrar o amor”, de Geraldo Vandré e Carlos Lyra, em uma apresentação mais recente.

O grupo continuou até 1992, quando Luiz Eça veio a falecer.

O trio também acompanhou artistas como Carlos Lyra, Edu Lobo, Nara Leão, Sylvia Telles, Quarteto em Cy, João Bosco e Simone.

Letras das Músicas:

Fontes:

Pra Não Dizer Que Não Falei De Flores

Entre os anos de 1967 e 1972 acontecia anualmente, no Maracanãzinho – Rio de Janeiro, o FESTIVAL INTERNACIONAL DA CANÇÃO.

GERALDO VANDREO festival era dividido em duas fases, a nacional e a internacional. A canção classificada em primeiro lugar na fase nacional representava o Brasil na fase internacional do festival, disputando com representantes de outros países o Prêmio Galo de Ouro.

A fase nacional da edição de 1968 entrou para a história da MPB pela tônica de protesto ao regime militar, tanto nas canções como na reação do público. Sabiá venceu a despeito das vaias da plateia, que preferia Para não dizer que não falei de flores (também conhecida como “Caminhando”), de Geraldo Vandré (nome artístico de Geraldo Pedroso de Araújo Dias Vandregísilo, nascido em João Pessoa, 12 de setembro de 1935), notabilizada como hino contra a repressão política da época, e que ficou em segundo lugar.

Ouçam, no vídeo abaixo, a reação do público após o anúncio do resultado colocando Sabiá em primeiro lugar e  Caminhando em segundo lugar, com Geraldo Vandré interpretando a canção.

As imagens dessa apresentação foram perdidas.

Tom Jobim e Chico Buarque receberam a maior vaia já vista no Maracanãzinho. Mas, na fase internacional do festival, a canção, que também foi vencedora, já contava com algum apoio da plateia.

Vejam o vídeo do momento da premiação. Notem o ar de constrangimento dos autores, diante da “marmelada” armada para o resultado.

Mas, voltando ao tema de nosso post, apesar de ter se tornado um hino de protesto contra os governos militares do Brasil, Vandré afirma que não fazia músicas de protesto e que nunca foi filiado a nenhum partido politico, se recusando de ser chamado de “anistiado”.

Conforme ele diz: “Anistia é para criminoso”.

Em 2010, Geraldo Vandré concedeu uma entrevista ao PROGRAMA DOSSIÊ, da GLOBO NEWS. Vejam os vídeos:

Hoje, Geraldo Vandré reside na cidade de Imbituba, no litoral sul de Santa Catarina e afirma que seu afastamento da música popular não foi causado pela perseguição sofrida pela ditadura militar e sim pelo cenário cultural brasileiro desde os anos 1970.

Letras das Músicas:

Fontes:

  • Wikipédia
  • YouTube
  • Letras.terra.com.br
  • Memoria Globo