Um Bom Sábado para Todos

Som ImaginárioSábado”, composição de Frederyko no início do ano de 1970, foi gravada pelo grupo Som Imaginário, que se caracterizava por tocar rock psicodélico, mas pinçava elementos do rock progressivo, folk e MPB, mostrando um bom-humor nas letras e total criatividade nos arranjos.

O poderoso agrupamento era uma verdadeira academia da imaginação sonora: Wagner Tiso (piano e órgão), Tavito (violão), Luiz Alves (baixo), Robertinho Silva (bateria), Frederyko (guitarra), Naná Vasconcelos (percussão) e Zé Rodrix (órgão, percussão, voz e flautas).

Em sua rápida trajetória, a banda alterou continuadamente seu line-up, mas sempre contou com grandes instrumentistas. Além dos já citados, passaram pelas fileiras do Som Imaginário nomes como Laudir de Oliveira, Toninho Horta, Nivaldo Ornelas, e Marco Antônio Araújo.

O nome do grupo foi criado por José Minssen, produtor do Milton Nascimento, no bar Sachinha’s, no Leme, RJ, em 1970, onde tocavam Tavito e Zé Rodrix.

Relembrem esse grande sucesso :

Um Bom Sábado Para Todos !!!

The Point Carioca

Assinem nosso Blog.

Fontes:

A Influencia dos The Beatles no Nosso Rock Rural

TavitoTavito, nome artístico de Luís Otávio de Melo Carvalho (Belo Horizonte, 26 de janeiro de 1948) é um músico e compositor brasileiro. Algumas canções compostas por Tavito tornaram-se grandes sucessos: “Rua Ramalhete” e “Casa no Campo” (com Zé Rodrix).

É companheiro de geração de Milton Nascimento e de outros músicos mineiros, como Toninho Horta, Tavinho Moura e Nelson Ângelo.

Em 1970 foi convidado por Milton Nascimento para formar uma banda que acompanhasse o cantor e compositor em shows. Nasceu o Som Imaginário, integrado também por Wagner Tiso, Robertinho Silva, Luís Alves, Zé Rodrix, Frederyko e Laudir de Oliveira (mais tarde substituído por Naná Vasconcelos).

Nessa mesma época, começou a compor com Mariozinho Rocha, Eduardo Souto Neto e Zé Rodrix.

Em 1979, gravou seu primeiro LP como cantor solista, “Tavito“, lançado no ano seguinte pela gravadora CBS. O disco incluiu “Rua Ramalhete“, canção bastante executada e que remete à sua antiga admiração pelo conjunto The Beatles.

Ouçam “Rua Ramalhete”, composição de Tavito e Ney Azambuja:

A partir de 1992, passou a dedicar-se exclusivamente à composição, aos arranjos e à publicidade.

Em 2004, finalizou a gravação de mais um disco, contendo entre outras  canções : “Rua Ramalhete e “Naquele tempo“.

Ouçam “Naquele Tempo”, composição de Mariozinho Rocha e Renato Corrêa:

A bela música mineira também sofreu a grande influência das músicas dos The Beatles.

The Point Carioca

Assinem nosso Blog.

Letras das Músicas:

Fontes:

Julho com 5 finais de semana…

Muito se fala, atualmente, nos 5 finais de semana que o mês de Julho de 2011 terá. Um mês com 5 sábados. Uma coisa que acontece com certa rotina com os meses que tem 31 dias. Julho 2011

Mas, para celebrar esses 5 sábados, o dia mais badalado da semana, vamos recordar o conjunto Som Imaginário, cantando Sábado, música de Frederyko.

Som Imaginário foi uma banda brasileira formada no princípio da década de 1970. Criada primeiramente para acompanhar o cantor Milton Nascimento no show “Milton Nascimento, ah, e o Som Imaginário“.

O grupo passou por várias mudanças de formação e lançou no total três discos. Matança do Porco, provavelmente o mais progressivo, contou com os vocais de Milton Nascimento. Além deste artista, o Som Imaginário acompanhou em gravações MPB4, Taiguara, Marcos Valle, Gal Costa, Odair José, Carlinhos Vergueiro, Sueli Costa e Simone, dentre outros.

O vídeo abaixo mostra a abertura do Programa Ensaio 1970, que era exibido todas as quartas-feiras pela TV Cultura. O Som Imaginário , que antecede à apresentação da cantora Gal Costa, interpreta “Sábado” (de Frederyko, ou Fredera – como era conhecido), mostrando um talento precioso dentro das bandas da época.

Aqui no apogeu da sua formação: Zé Rodrix na flauta e teclados; Fredera na guitarra elétrica, Robertinho Silva na bateria; Wagner Tiso no piano; Luiz Alves no baixo e, Tavito violão 12.

Infelizmente há falhas no som, mas vale pelo registro único.

Outros integrantes que passaram pelo Som Imaginário são: Laudir de Oliveira – percussão; Naná Vasconcelos – percussão; Nivaldo Ornelas – saxofone e flauta; Toninho Horta – guitarra; Novelli – baixo; Paulinho Braga – bateria; e Jamil Joanes – baixo.

Som Imaginário é provavelmente o maior grupo de rock que o Brasil já teve.

Para ver a letra da música, clique aqui.

Fontes: Wikipédia e Letras.terra.com.br.